Cone Sul das Américas

A ISSA organiza um seminário sobre modelos de balcões únicos para serviços de proteção social nas Américas

Cone Sul das Américas

A ISSA organiza um seminário sobre modelos de balcões únicos para serviços de proteção social nas Américas

Representantes da Argentina, Aruba, Brasil, Canadá, Chile, Costa Rica, Equador, México, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai trocaram suas experiências e analisaram o futuro do one-stop shop na região.

Um dos objetivos centrais das organizações de segurança social é otimizar seus modelos de atendimento ao cidadão, proporcionando canais de contato e gestão novos, eficientes, modernos e acessíveis. As instituições estão utilizando recursos financeiros, tecnológicos e humanos para isso.

Neste contexto, o seminário técnico de dois dias Melhorar a prestação de serviços de seguridade social, realizou-se na quarta e quinta-feira 10 e 11 de abril. Seu foco principal foi analisar os diferentes modelos de balcão único da região. O evento foi aberto pelo coordenador regional, Mariano Brener; o chefe do escritório do Cone Sul, Alejo Maxit; e o consultor Rodrigo Assumpção. Estiveram presentes 17 entidades de previdência social da Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai, além de especialistas no tema do Canadá, México e Portugal que participaram por videoconferência.

Durante o seminário, as Diretrizes da ISSA sobre qualidade de serviço foram discutidas e os participantes puderam explicar os programas de serviço em seus países; conheça outras experiências internacionais com foco em front end e back end; e debater o futuro da prestação de serviços de balcão único para populações em envelhecimento.

Graças a esse intercâmbio, as organizações puderam avaliar o estágio de desenvolvimento alcançado no desenvolvimento da ferramenta, os possíveis passos a serem seguidos e como podem promover a iniciativa dentro de suas organizações.
Nos últimos anos, o escritório do Cone Sul para as Américas organizou atividades sobre temas de interesse regional, como programas de crédito social, processos de auditoria interna nas organizações para garantir eficiência e transparência e modelos de atendimento ao cidadão.