Círculo de Trabalhadores Católicos do Fundo Mútuo do Uruguai
Uruguai
Américas

Crescimento resiliente: Garantir o desenvolvimento a curto prazo, mantendo simultaneamente os princípios e valores institucionais, assegurando benefícios, sustentando o emprego e mitigando os riscos tanto quanto possível

Ano de implementação
2022

A lei aprovada em fevereiro de 2022 definiu como proceder em caso de encerramento de um grande fundo mútuo por motivos de inviabilidade, estabelecendo critérios de incorporação de associados e colaboradores numa nova estrutura. De acordo com os critérios legislativos, o Círculo Operário Católico do Fundo Mútuo Uruguai (Círculo Católico de Trabalhadores do Uruguai Mutualista) foi uma das instituições incluídas nesse processo.

Entre fevereiro e março, cerca de 18,000 mil novos membros aderiram ao fundo. Equipas multidisciplinares internas trabalharam em conjunto com outras partes interessadas, especialmente o Ministério da Saúde Pública, para mitigar os riscos associados à mudança dramática provocada por um evento externo com repercussões sociais e políticas. Foram realizadas negociações trilaterais sobre a incorporação de funcionários, de acordo com a legislação vigente, acordos assinados e, no nosso caso, o Diretrizes da ISSA sobre boa governança, Diretrizes da ISSA sobre a promoção do emprego sustentável e os votos de Diretrizes da ISSA sobre Gestão de Recursos Humanos na Administração da Previdência Social. O processo envolveu também a aquisição de infraestruturas pertencentes ao antigo fundo mútuo. A boa governação, impulsionada pela gestão de topo em coordenação com a equipa de desenvolvimento e os responsáveis ​​de gestão e operações, foi fundamental para alcançar os objectivos definidos no que diz respeito aos membros, beneficiários, funcionários, autoridades governamentais e à comunidade em geral.

Tópico:
Emprego
Gestão de Recursos Humanos
Qualidade de serviço
Continuidade e resiliência